Bolsonaro consegue a façanha de unir CUT e Fiesp em manifesto

Foto: Andressa Anholete/Bloomberg via Getty Images

O encontro que Bolsonaro teve com embaixadores, em que ele atacou o STF e as urnas eletrônicas, fez acender o sinal vermelho para alguns setores da sociedade que até então se calavam diante do golpismo do presidente. Dois manifestos, um criado pela Faculdade de Direito da USP e outro pela Fiesp, estão circulando na internet e angariando assinaturas. Os textos dos manifestos têm teor semelhante e defendem de maneira dura os mesmos princípios: o respeito ao sistema eleitoral, às instituições da República e à democracia.

Os nomes e entidades que assinam os manifestos dão ao movimento uma importância gigantesca, representando talvez o ato mais importante já feito contra os ataques do bolsonarismo à democracia. A carta da USP recebeu rapidamente mais de 700 mil assinaturas e até a publicação deste texto provavelmente já terá

Continue lendo no The Intercept.