‘A cada tiro derrubava alguém’: indígenas contam como polícia atirou em crianças e adolescentes Guarani e Kaiowá

Em 24 de junho, o Batalhão de Choque da PM do Mato Grosso do Sul decidiu retirar indígenas da etnia Guarani e Kaiowá de uma área ocupada, em Amambai, sem ordem judicial. A operação, considerada pela Defensoria Pública da União como uma “ação de despejo ilegal”, deixou um indígena morto e outros 20 feridos. Entre as vítimas, há vários adolescentes. Após a ação, em 14 de julho, Márcio Moreira, liderança do local, foi assassinado no que os indígenas chamaram de uma emboscada. Assista aos relatos dos indígenas sobre a ação da polícia e as investidas de fazendeiros no território

The post ‘A cada tiro derrubava alguém’: indígenas contam como polícia atirou em crianças e adolescentes Guarani e Kaiowá appeared first on The Intercept.

Continue lendo no The Intercept.