Levantamento inédito mostra como cidadãos comuns se transformam em robôs de Bolsonaro em grupos de WhatsApp

No Facebook de Salete, praticamente nenhuma postagem pública contém informações verdadeiras. Ela compartilha links de canais bolsonaristas no YouTube com mentiras sobre Lula, os ministros do Supremo Tribunal Federal e as eleições. Vez ou outra, aparece alguma oração ou receita.

Salete é uma cidadã comum do interior de São Paulo, mãe e dona de uma loja online de cosméticos a preços populares. Ela poderia ser apenas uma típica tia do zap, mas, desde 2021, postou sozinha mais de 10 mil mensagens em apenas três grupos bolsonaristas no WhatsApp. É a integrante mais assídua deles.

Esses e outros dados estão em um levantamento inédito feito pelo publicitário Renato Ribeiro, que é mestre em Comunicação, e monitora sistematicamente 25 grupos de WhatsApp bolsonaristas. As mais de 350 mil mensagens analisadas pelo pesquisador de janeiro de 2021 a julho de 2022

Continue lendo no The Intercept.