PGR tenta proteger Bolsonaro de acusações da CPI da Covid

Quase nove meses após o recebimento do relatório final da CPI da Pandemia, a vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, pediu ontem que o Supremo Tribunal Federal (STF) arquive sete das dez apurações preliminares envolvendo o presidente Jair Bolsonaro (PL), ministros, ex-ministros e parlamentares abertas com base no texto. Na maioria dos casos, a vice-procuradora-geral diz não haver “indícios mínimos” de delitos. Bolsonaro é acusado de nove crimes; Lindôra pede o arquivamento de…

Continue lendo no Canal Meio.