Para se contrapor a Bolsonaro, Lula articula agenda com Brics e embaixadores estrangeiros