Mais que mentir, Bolsonaro comete crimes

Alguém precisa botar o “guiso no gato” e mostrar ao capitão que ele pode muito, mas não pode tudo. Suas atitudes não são impensadas. São calculadas e têm método.

Veja mais de Edna Lima

Continue lendo no Os Divergentes.