“Inadmissível”: Bolsonaro defende que menina de 11 anos estuprada não aborte

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.