Menina de SC: deputados federais entram com ação contra juíza Joana Ribeiro no CNJ

Os deputados da bancada do Psol na Câmara entraram com uma ação contra a juíza Joana Ribeiro Zimmer no Conselho Nacional de Justiça, o CNJ, nesta quarta-feira, 22 de junho. O pedido é uma resposta à atuação de Ribeiro no caso de uma menina de 11 anos, grávida após estupro, que foi induzida pela juíza em audiência a desistir do aborto legal e mantida por ela em um abrigo para evitar o acesso ao procedimento. O caso foi revelado na segunda-feira em reportagem do Intercept e do Portal Catarinas.

No pedido para o CNJ apure a conduta da juíza, os deputados apontam a ilegalidade da decisão de Ribeiro de negar o aborto legal com a justificativa de que o Ministério da Saúde só autoriza o procedimento até a 22ª semana – o que não é verdade. Eles escrevem que a juíza usou a orientação do ministério “para sustentar uma posição

Continue lendo no The Intercept.