Capitólio verde-amarelo

Parecia que ela vinha do futuro. A deputada republicana Liz Cheney, filha do ex-vice-presidente de George W. Bush, Dick Cheney, relatava fatos sobre 6 de janeiro de 2021 em seu país. Mas era difícil não pensar que eram fatos sobre o nosso país após as eleições de 2022.

“Centenas de nossos compatriotas enfrentaram processos criminais. Muitos estão presos porque acreditaram no que Donald Trump estava dizendo sobre as eleições e atuaram a partir disso”, afirmou Liz Cheney sobre os mais de 861 norte-americanos que foram processados pela invasão do Capitólio.

“Eles vieram a Washington DC a pedido dele, marcharam para o Capitólio a pedido dele e centenas deles cercaram e invadiram o edifício no coração da nossa República constitucional”, completou.

As palavras fortes da deputada marcaram o segundo dia de sessões de testemunho no Congresso norte-americano sobre aquela verdadeira tentativa de golpe de Estado ocorrida em janeiro do ano passado.

Continue lendo na Revista Piauí.