Um olho nas urnas, outro no FED

Não bastassem todas as variáveis internas que dificultam a reeleição do presidente Bolsonaro, novas turbulências, vindas do mundo desenvolvido, tornam ainda mais complicada a tarefa de se manter no poder a partir de 2023.

Veja mais de Ivanir José Bortot

Continue lendo no Os Divergentes.