General Paulo Sérgio: por que sua ordem demorou tanto para chegar ao Comando Militar da Amazônia?

O ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, disse nesta quarta, 9 de junho, que “não houve retardo” no envolvimento das Forças Armadas nas buscas pelo indigenista Bruno Araújo Pereira e pelo jornalista Dom Phillips no Vale do Javari, Amazonas.

“Quero deixar bem claro: imediatamente após a notícia circular, o ministro da Defesa comunicou-se com os três comandantes de forças para que iniciassem planejamento de socorro à dupla de desaparecidos”, garantiu, na Câmara dos Deputados, aonde havia sido chamado para explicar os gastos de dinheiro público com viagra e próteses penianas para seus colegas militares.

Bruno e Dom desapareceram na manhã de domingo, dia 5. No início da manhã da segunda, o fato já era de conhecimento mundial via redes sociais. Ao meio-dia do dia 6, já havia notícias sobre o sumiço deles em todos os principais portais, rádios e tevês do país.

No início daquela noite, o

Continue lendo no The Intercept.