Para ir à “guerra” contra as eleições, Bolsonaro já tem seu próprio arsenal

Continue lendo no Balaio do Kotscho.