MEC perde dinheiro, polícias cobram, sertanejos recebem

O presidente Jair Bolsonaro assinou, ontem à noite, um decreto bloqueando R$ 8,2 bilhões de verba dos ministérios para cumprir a regra do teto de gastos. As despesas, de acordo com a lei, não podem crescer mais do que a inflação do ano anterior. O valor não prevê o reajuste linear dos salários de todos os servidores públicos federais em 5% — caso o aumento seja confirmado, o bloqueio terá de aumentar e pode chegar a R$ 14 bilhões. Os ministérios da Educação, da Ciência e Tecnologia e da…

Continue lendo no Canal Meio.