Faxineira deixa até 74% do valor pago pelo cliente com o aplicativo

Jéssica Alves Maia do Rio Branco tem 24 anos. Presta serviço de faxineira desde os 16 anos para aplicativos, empresas e clientes particulares, em jornadas que podem chegar a até 12 horas de trabalho. Em sua casa, no Jardim Peri, na Zona Norte de São Paulo, é responsável pelos cuidados de sua mãe, que é paraplégica, e de sua avó. Seu sonho é ser médica. Atualmente, está tentando uma vaga para escola militar.

Sua rotina é marcada por grandes deslocamentos. A MaryHelp, empresa que conecta seus serviços aos clientes, sempre a manda para diárias longe de sua casa. Para se deslocar de sua residência aos locais de trabalho e voltar, ela leva até três horas de transporte público, entre ônibus, metrôs e trens.

A caminho do trabalho, no centro de São Paulo.

Foto: Rafael Vilela/Fairwork

Na sexta-feira chuvosa em

Continue lendo no The Intercept.