Do tiroteio no barraco a gestor de 5 milhões de dólares

No dia 21 de janeiro deste ano, Edu Lyra recebeu a notícia de que a filantropa americana MacKenzie Scott faria uma doação de 5 milhões de dólares [25 milhões de reais] para a Gerando Falcões, ONG que ele fundou em 2011 com a missão de “transformar a pobreza das favelas em peça de museu”. Após passar por quase cinco meses de sabatina realizada por uma consultoria, Lyra foi informado de que a ONG havia sido aprovada para receber os recursos de Scott – ex-mulher do fundador da Amazon Jeff Bezos e dona de uma fortuna avaliada em 32,1 bilhões de dólares.

“Eu ouvi direito: 5 milhões de dólares?”, perguntou Lyra. “Pedi para repetirem três vezes para ter certeza”, conta o empreendedor de 34 anos nascido numa favela de Guarulhos, na Grande São Paulo. O anúncio foi feito publicamente no dia 23 de março, e o dinheiro foi depositado na última

Continue lendo na Revista Piauí.