Com dinheiro gasto em obras inacabadas de uma única cidade do Pará, FNDE poderia bancar a merenda de todas as creches paraenses

O dinheiro liberado pelo FNDE para obras que estão paralisadas poderia ser injetado na educação para melhorar o ensino e o desenvolvimento de crianças e jovens. Entre 2010 e 2015, uma única cidade paraense, Parauapebas, recebeu R$ 12,4 milhões, em valores atualizados, para escolas e creches que até hoje não estão prontas. O valor cobriria quase um ano de merenda para as 74 mil crianças matriculadas nas creches públicas do estado. 

 

Enquanto isso, falta dinheiro para retomar obras que estão inacabadas há anos. Das 15 mil obras autorizadas pelo governo nos últimos quinze anos, pouco mais da metade foi concluída. Algumas foram canceladas, outras estão atrasadas, e muitas foram abandonadas no meio do caminho.

 

Confira aqui os dados completos da seção =igualdades sobre as obras do FNDE.

 

Fonte: Transparência Brasil com dados do SIMEC; FNDE; Inep

O post Com dinheiro gasto em obras inacabadas de

Continue lendo na Revista Piauí.