Militares: de prontidão para não fazer nada na próxima crise

Nem a nota do STF e nem a da Defesa disseram a única coisa que seria razoável comunicar neste momento: que as Forças Armadas vão aceitar e garantir o resultado da eleição, qualquer que seja ele

Veja mais de Helena Chagas

Continue lendo no Os Divergentes.