Bolsonaro acena com golpe, ameaçando suspender eleições

O evento tinha por objetivo exaltar a livre expressão — a pauta, porém, foi outra. O presidente Jair Bolsonaro (PL) levantou a possibilidade ontem, no Palácio do Planalto, de suspender as eleições. “Não pensam que seria só para presidente”, afirmou. “Isso seria para o Senado, para a Câmara, se tiver algo de anormal.” Descartando sua antiga bandeira do voto impresso, o presidente saiu-se com outro caminho — agora quer que os militares façam uma apuração paralela dos votos. A solenidade…

Continue lendo no Canal Meio.