‘X9, traidor, cagueta’: pesquisador que estuda canais de extrema direita no YouTube está sendo ameaçado

“Tu é o canalha que tá perseguindo os de direita? Esquerdopata. Amante de ditador”. “Você é a puta do Alexandre de Moraes”. “Vagabundo, anda caguetando os canais conservadores”. “Seu dia está próximo”. Desde março deste ano, são mensagens assim que lotam as redes sociais do pesquisador e programador paulistano Guilherme Felitti.

O motivo? Há alguns anos, ele se dedica a monitorar canais de extrema direita no YouTube e, recentemente, divulgou uma informação: youtubers que criticaram insistentemente o Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, e o Supremo Tribunal Federal, o STF, estão fazendo uma limpa em seus canais e apagando os vídeos com as críticas da plataforma. Fazem isso por medo de problemas com a Justiça Eleitoral, já que esses mesmos youtubers estão anunciando suas pré-candidaturas nas eleições de outubro.

Felitti, que já trabalhou como jornalista em grandes redações, abandonou a carreira e se tornou programador em 2016 para criar a Novelo

Continue lendo no The Intercept.