Alta do Fed e incertezas internas desafiam economia brasileira

A sinalização do Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos) de que irá aumentar a taxa de juros colocou economias de todo o mundo em alerta. A alta pode impactar os investimentos, a cotação do dólar e, consequentemente, a inflação, os juros e o crescimento do Brasil em pleno ano eleitoral.

Com o cenário brasileiro já desfavorável e as incertezas da eleição presidencial, a economia pode ter um ano difícil, com a recessão como uma possibilidade.

Formulário de cadastro Poder360 todos os dias no seu e-mail concordo com os termos da LGPD.

A mudança na política monetária dos EUA foi sinalizada ainda no final de 2021. O Fed tenta controlar a inflação do país, que teve alta de 7% no ano passado, segundo dados divulgados na 4ª feira (12.jan.2022). É a mais alta


Continue lendo no Poder 360.