Israel vacinou mais que o dobro da Palestina, proporcionalmente

Apesar de vizinhos, Israel e Palestina estão tendo experiências distintas na imunização de seus povos. A cada nove israelenses imunizados até o início de janeiro, só quatro palestinos se encontram na mesma condição. No início de 2021, o governo israelense se recusou a ajudar na campanha de vacinação da Palestina – país com o qual disputa territórios no Oriente Médio. O governo israelense disse que não tinha responsabilidade legal de imunizar os palestinos, já que segundo os acordos de paz assinados entre os países, a Autoridade Palestina assumiria os cuidados de saúde de seu povo. Na época os israelenses foram criticados por não fornecer vacinas para cobrir os palestinos que vivem na Cisjordânia e em Gaza, territórios ocupados.

Em meados de 2021, o governo de Israel se comprometeu a enviar 1 milhão de doses para os palestinos, mas o acordo foi desfeito porque, segundo autoridades palestinas, a validade das doses

Continue lendo na Revista Piauí.