Vá à praia – antes que ela acabe

As praias e dunas brasileiras estão sendo engolidas. Num processo lento, a paisagem de mais de 7 mil km de litoral do país está sendo radicalmente modificada pela natureza e pela mão humana, conforme mostram os dados de uma análise do MapBiomas feita a partir de imagens de satélite. De 1985 a 2020, o Brasil perdeu de praias, dunas e areais continentais o equivalente à área de Salvador. Além da erosão costeira, com o avanço das águas do mar sobre as faixas de areia, há outros motivos para o sumiço das paisagens litorâneas. Entre eles, a pressão imobiliária e a multiplicação de empreendimentos salineiros ou para produção de espécies aquáticas em cativeiro, além da expansão de espécies vegetais invasoras. O Rio de Janeiro foi o estado que mais perdeu superfície de dunas, praias e areais – 49% do que tinha em 1985 –, o equivalente à área de 665 Maracanãs.

Continue lendo na Revista Piauí.