Não olhe pra cima, nem pra Bahia

Quem acha que a eleição de 2022 vai ser um passeio da oposição deve repensar suas expectativas. Os dados do debate digital sobre Bolsonaro e suas férias em Santa Catarina mostram que, mesmo em circunstâncias plenamente desfavoráveis, o presidente continua resiliente. Apesar de seu descaso com a tragédia ocorrida na Bahia, onde as chuvas deixaram dezenas de mortos e milhares de desalojados desde o começo do mês, apoiadores do presidente não arredaram o pé – e, com isso, conseguiram redirecionar parte da discussão a seu favor. Nas redes sociais, os bolsonaristas dominaram 31% do debate em torno do passeio presidencial pelas praias catarinenses. Os dados levam em conta as menções ao episódio no Twitter entre os dias 29 e 30 de dezembro (até as três da tarde).

É um patamar ligeiramente mais baixo do que os 40% que os bolsonaristas costumam obter quando se analisa as menções a Bolsonaro. Nas

Continue lendo na Revista Piauí.