A polícia quer nos prender

Ilustração: The Intercept Brasil; Getty Images

Este texto foi publicado originalmente na newsletter do Intercept. Assine. É de graça, todos os sábados, na sua caixa de e-mails.

Como a maioria de vocês sabe, em junho deste ano a Polícia Civil do Rio de Janeiro decidiu me investigar. O motivo: uma denúncia publicada em nossa newsletter sobre uma facção de matadores na Core, a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais, uma espécie de Bope da Civil. Os indícios públicos de abusos eram abundantes, e fontes anônimas me deram ainda mais certeza de que a Core deveria (e ainda deve) ser investigada.

“Policiais que participaram do massacre de quinta-feira – 24 mortos ainda sem nome no Jacarezinho – são conhecidos à boca pequena como “facção da Core”, a Coordenadoria de Recursos Especiais. A história cresce quando juntamos outros fatos: a “facção” está

Continue lendo no The Intercept.