E chegou o Natal nas favelas…

Esta semana, eu me prometera não escrever sobre os evangélicos. Mesmo vivendo num outro continente, poderia ser um texto sobre a vitória do jovem Gabriel Boric, da esquerda chilena, derrotando o extremista de direita José Antonio Kast. Não faltaria assunto: Kast tem muito do nosso presidente, pois, durante a campanha eleitoral, se confessava um admirador do ditador Augusto Pinochet, assim como Bolsonaro sempre elogiou a ditadura militar e em especial os torturadores. Farinhas do mesmo saco…

Outra opção poderia ser a vacinação das crianças, para evitar o fechamento de classes, aconselhada pela Organização Mundial da Saúde, mas rejeitada pelo presidente Bolsonaro com o apoio do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Bolsonaro, responsável pelo atraso das vacinas no Brasil e por rejeitar as medidas sanitárias protetoras, causador de centenas de milhares de mortes, responsabilizado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito, reincide sem apresentar quaisquer razões científicas. Como se lhe causasse orgulho

Continue lendo no Observatório da Imprensa.