A história trágica do massacre contra o reitor Cancellier, por Eduardo Ramos

Processos sociais, judiciários, punitivistas, perversos e farsescos como esse são como os desastres de avião: têm várias causas e, normalmente, vários agentes públicos e privados que concorrem para o massacre da vítima.

Continue lendo no Luis Nassif.