Pandemia sem transparência

Em 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, o número de pedidos ao governo federal com base na Lei de Acesso à Informação (LAI) no Brasil subiu 19% em relação ao ano anterior. No mesmo intervalo, os pedidos de informação a agências federais com base na lei de acesso dos Estados Unidos, a Freedom of Information Act (FOIA), tiveram queda de 9%. A Controladoria-Geral da União (CGU) atribuiu essa alta, no Brasil, à busca por informações sobre o Auxílio Emergencial. Mesmo com esse aumento, porém, o número total de pedidos registrados no país é bem menor que nos Estados Unidos: foram 153 mil solicitações feitas no Brasil e 790 mil feitas pelos americanos em 2020. Proporcionalmente à população, os Estados Unidos tiveram o triplo de pedidos que o Brasil: foram 240 solicitações a cada 100 mil americanos, enquanto no Brasil a proporção foi de 72 a cada 100 mil. No

Continue lendo na Revista Piauí.