Jovem Pan virou um puxadinho dos demitidos por fake news da CNN

Caio Coppolla, comentarista político demitido da CNN, comemora a volta à Jovem Pan, de Tutinha.

Foto: Reprodução/Instagram

Em pleno segundo turno das eleições de 2014 entre Dilma e Aécio, dois barões da grande imprensa se juntaram a milhares de manifestantes pró-Aécio no Largo da Batata, em São Paulo, em uma manifestação organizada pelo PSDB. Fernão Lara Mesquita, herdeiro do Estadão, foi fotografado segurando uma placa com a seguinte inscrição: “Foda-se a Venezuela!”. Tutinha, atual presidente da Jovem Pan, foi quem registrou a foto e compartilhou orgulhosamente em suas redes sociais. O xingamento não foi feito a Maduro ou a Chávez, mas à Venezuela e ao povo venezuelano.

O ataque gratuito ao país vizinho foi revelador do que viria a seguir. Dilma foi reeleita, Aécio contestou o resultado e colocou em dúvida a confiabilidade das urnas eletrônicas sem apresentar nem

Continue lendo no The Intercept.