Uma festa danada

O ministro da Economia, Paulo Guedes, é um dos brasileiros que figuram na lista de donos de offshores nas Ilhas Virgens Britânicas. Em tese, abrir uma empresa no exterior não é ilegal, desde que a operação seja declarada à Receita Federal. Mas, como Guedes é responsável pela política econômica do Brasil desde 2019, o negócio gera potencial conflito de interesses, já que ele mesmo pode obter vantagens com as decisões governamentais. Devido à alta do dólar desde que Guedes entrou para o governo, o dinheiro aportado em sua offshore valorizou, enquanto a renda média da população brasileira caiu. 

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

O ministro aportou 9,55 milhões de dólares em sua offshore quando abriu o empreendimento, valor suficiente para bancar 87,6 mil ingressos para parques temáticos da Disney – uma “festa danada”, para repetir a expressão usada pelo ministro ao mencionar que, com o

Continue lendo na Revista Piauí.