Bolsonaro vê o Telegram como terreno baldio onde será jogado o lixo de 2022

Continue lendo no Josias de Souza.