Entre alimentadores das linhas de produção, uma mulher negra tem mais que o dobro de risco de morrer por Covid-19 do que um homem branco

Mulheres negras têm mais que o dobro de risco de morrer de Covid-19 que homens brancos que atuam como alimentadores da linha de produção: 146%. Para mulheres brancas, o risco é quase o dobro (95%), e, para homens negros, é 67% maior.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

O estudo aponta dois fatores principais para essas diferenças. Uma delas é o modo de inserção no mercado de trabalho, que tende a ser mais precário para mulheres em relação aos homens e para negros em relação a brancos, seja pelo tipo de vínculo (formal ou informal) ou pela estrutura do estabelecimento onde atuam. A outra é a desigualdade de acesso a recursos que se somam a fatores ambientais, como saúde, transporte, moradia e alimentação.

Fonte: Rede de Pesquisa Solidária

O post Entre alimentadores das linhas de produção, uma mulher negra tem mais que o dobro de

Continue lendo na Revista Piauí.