O jornal local de joelhos ao empresariado

Foto: Freepik

Na última quarta-feira, dia 29, o conhecido empresário catarinense e bolsonarista Luciano Hang deu o seu depoimento na CPI da Covid, em Brasília. Como já era de se esperar, o que se viu foi um show de horrores protagonizado pelo depoente, também investigado em inquéritos de disparo de fake news em massa e que coleciona uma quantidade chamativa de processos trabalhistas, além das condenações por sonegação de impostos.

Para o campo progressista e de pessoas não ligadas ao bolsonarismo, realmente não houve surpresa. Hang reafirmou seu negacionismo e a falta de apreço pelo diálogo, pela democracia ou por qualquer traço de razoabilidade humana, e uma de suas principais defesas é o número de empregados que suas lojas têm, e o quanto isso supostamente ajuda o país a se desenvolver.

Nisto, parte da

Continue lendo no Observatório da Imprensa.