Imprensa ainda não descobriu que o agronegócio não tem um comando central

Foto: Aleksandarlittlewolf/Freepik

Em nome da precisão jornalística precisamos ser mais específicos quando falamos sobre a participação do agronegócio na disputa política. De uma maneira geral temos considerado como se o entrevistado falasse por todos os envolvidos na atividade. Isso não existe. Por quê? O agronegócio envolve vários estágios: cultivo, colheita, industrialização, exportação e pesquisa da produção de soja, milho, algodão, celulose, café, açúcar e tantos outros produtos agrícolas. E de carnes de suínos, frangos, gado e outras. Todo esse complexo não age em torno de um comando central. Seria impossível, por ser grande demais. Há pessoas e entidades que falam por parte do seu segmento. Em outros tempos não havia grandes problemas para tratar tudo de uma maneira geral, porque a imprensa não enfrentava a bem azeitada e precisa máquina

Continue lendo no Observatório da Imprensa.