Gilberto Gil: o povo sabe o que quer…

Foto: Roberto Parizotti

Seriam as grandes manifestações tão esperadas para anunciar a próxima queda do presidente Bolsonaro. Seria o pretexto para se decretar uma inelegibilidade, tão logo fossem divulgadas as conclusões finais da CPI. Ou fariam Lira sair da letargia e colocar o impeachment na pauta da Câmara, sem risco de convulsão social.

Mas não foram. Faltou o povo, como bem assinalaram, cada um à sua maneira, três conhecidos jornalistas e comentaristas independentes. Kotscho foi o primeiro a tirar do seu balaio a constatação de que as manifestações antidemocráticas de Bolsonaro levaram mais gente às ruas do que a união de 20 partidos da oposição.

O solitário professor filósofo, Paulo Ghiraldelli, favorável ao impeachment, acha que o povo está cansado. Bolsonaro gastou os tubos esperando reunir um milhão de seguidores em Brasília e na

Continue lendo no Observatório da Imprensa.