Um cartola banido do paraíso

Esta reportagem faz parte do Pandora Papers, projeto do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, o ICIJ, com sede em Washington, DC. A partir de documentos vazados obtidos pelo ICIJ, mais de 600 profissionais de 150 organizações jornalísticas em 117 países e territórios investigaram  proprietários de offshores em paraísos fiscais. Integram o projeto no Brasil a revista piauí, os sites Poder360 e Metrópoles e a Agência Pública. Participaram deste trabalho Allan de Abreu (reportagem), Fernanda da Escóssia (edição), Plinio Lopes (checagem), Ana Martini (revisão), José Roberto de Toledo (coordenação do projeto) e André Petry (direção de redação).

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

 

O advogado Marco Polo Del Nero vivia o apogeu naqueles idos de outubro de 2014. Seis meses antes, o criminalista que fez fama e fortuna na cartolagem paulista fora escolhido para suceder José Maria Marin no comando da CBF (Confederação Brasileira de

Continue lendo na Revista Piauí.