Dinheiro na mão é vendaval

Com a inflação em alta, o brasileiro vê seu dinheiro valer cada vez menos – e como na música, se pergunta de que vale um saco cheio de dinheiro para comprar um quilo de feijão. A quantia total de dinheiro em espécie que circula no Brasil, R$ 342 bilhões, pelos dados do dia 6 de setembro, compraria hoje 56 milhões de toneladas de arroz. É bem menos do que as 85 milhões de toneladas de arroz que se podia comprar em 2012 com todo o meio circulante nacional à época (R$ 167 bilhões). O jeito do brasileiro usar a moeda foi mudando ao longo do tempo, e o Pix, que entrou em vigor em novembro de 2020, reduziu em 4,4% o dinheiro em espécie em circulação no país. A cédula de R$ 200 criada pelo governo encalhou: só 18% delas estão de fato circulando. O papel-moeda ainda tem lugar cativo,

Continue lendo na Revista Piauí.