Um presidente fraco é um prato cheio para o Centrão de Arthur Lira

Foto: Andre Borges/Bloomberg via Getty Images

A manifestação de 7 de setembro foi um grande fracasso para as intenções golpistas do presidente. Os bolsonaristas prometeram uma revolução liderada por policiais e caminhoneiros, mas o que vimos foi apenas um punhado de fanáticos barulhentos e inofensivos. A “maior manifestação da história do Brasil” ficou longe de acontecer. Gastaram muita grana e se mobilizaram como nunca, mas nenhuma promessa golpista foi cumprida.

Durante a ressaca, o presidente machão, o “imbrochável”, protagonizou uma série de brochadas humilhantes. Vejamos. Há três semanas, o deputado bolsonarista Sérgio Reis havia anunciado uma greve geral de caminhoneiros que bloquearia as estradas a partir do dia 7 de setembro. Eles até iniciaram o bloqueio, mas, no dia 8, Bolsonaro gravou um áudio pedindo para que os caminhoneiros liberassem as estradas. Os grevistas não acreditaram na fraquejada do mito

Continue lendo no The Intercept.