Temer afirma que desculpa de Bolsonaro não é desculpa

Foto: Alan Santos/PR

O ex-presidente Michel Temer relatou que Jair Bolsonaro não pediu desculpas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante a conversa na quinta-feira (9), mesmo depois de o presidente da República ter chamado publicamente o magistrado de “canalha” durante uma manifestação no 7 de setembro.

Responsável por colocar Bolsonaro em contato com Moraes, Temer disse nesta sexta-feira (10) que acompanhou todo o diálogo entre o presidente e o ministro ontem, que durou 15 minutos, e afirmou que apesar do tom “cordial” e “amigável” de ambos, não houve um pedido formal de desculpas.

“Ele [Bolsonaro] não pediu desculpa. Não chegou a fazer isso. Mas revelou, seja por escrito seja verbalmente, que aquilo foi o calor do momento e nada mais do que isso”, disse Temer, em entrevista à BandNews hoje, ao falar sobre o ataque feito pelo presidente diretamente ao ministro do Supremo há três

Continue lendo no Blog da Cidadania.