Supremo vai retomar julgamento sobre decretos de armas

Foto: Helvio Romero/ Estadão

Em meio à ressaca dos atos antidemocráticos do 7 de setembro, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, devolveu nesta quarta-feira, 8, os autos de ações que pedem a suspensão de decretos do presidente Jair Bolsonaro que ampliaram o acesso a armas e munições no País. Quando a discussão foi iniciada, em abril, Alexandre pediu mais tempo para analisar o caso. Agora o processo vai voltar ao Plenário virtual do STF e os ministros poderão apresentar seus votos sobre o tema em sessão que começará no dia 17, com previsão de término para o dia 24.

As ações em questão estão sob a relatoria da ministra Rosa Weber, que, em abril, suspendeu trechos de quatro decretos editados por pelo chefe do Executivo para flexibilizar a compra, o registro e o porte de armas.

Como mostrou o Estadão, um dos autores das ações que serão

Continue lendo no Blog da Cidadania.