Pastor que organizou motociata manda Bolsonaro “à merda”

Foto: Reprodução

Organizador da motociata realizada em São Paulo, há dois meses, em apoio a Jair Bolsonaro (sem partido), Jackson Vilar usou as redes sociais para mostrar sua revolta contra o recuo do presidente em suas críticas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Ele gravou ontem um vídeo em que aparece reclamando aos berros: “Eu vou queimar minha camisa do Bolsonaro, você não merece respeito!”.

Vilar começa dizendo que em São Paulo “nós temos o calça apertada e em Brasília temos o calça frouxa”. Chamou Bolsonaro de “traidor da pátria”.

Elogiou a coragem do agitador Zé Trovão e até sugeriu que ele seria um bom nome para a Presidência da República. Gritou que muitas pessoas se arriscaram e que os caminhoneiros se mobilizaram em vão.

“Onde já se viu mandar recuar? Eu fui processado várias vezes defendendo o Bolsonaro, mas agora eu te digo: eu não acredito

Continue lendo no Blog da Cidadania.