Kassab diz que recuo de Bolsonaro adia impeachment

Foto: Eduardo Carmim/Estadão Conteúdo

O presidente do PSD, Gilberto Kassab, é em Brasília como uma espécie de biruta da política, capaz de indicar para onde sopram os ventos da República. Mas nem ele, que é o entrevistado do episódio 20 do A Malu Ta ON, pôde antecipar a carta-recuo. Escrita por Michel Temer e divulgada por Bolsonaro nesta quinta-feira, o texto desdiz tudo o que o presidente tinha bradado contra o Supremo e o ministro Alexandre de Moraes, no palanque de 7 de setembro.

Até então, Kassab estava convencido de que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), não conseguiria barrar a abertura de um impeachment contra Jair Bolsonaro. Agora, o presidente nacional do PSD avalia que a carta atenuou a tensão e que o risco de impedimento está afastado – por enquanto. “No momento em que ele volta atrás, não há risco de impeachment por conta desse episódio do

Continue lendo no Blog da Cidadania.