Câmara viabiliza candidaturas militares em código eleitoral

Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputado

A Câmara dos Deputados destacou nessa quinta-feira (9) do texto do novo Código Eleitoral a proposta que criava uma quarentena obrigatória de cinco anos para policiais se candidatarem às eleições. Ao todo, 411 deputados foram contra manter a quarentena, 14 foram a favor e 1 se absteve.

Além dos policiais, juízes, integrantes do Ministério Público e militares, que também tinham quarentena prevista no texto original da proposta, tiveram os trechos retirados do projeto de lei, que ainda tem destaques para serem votados na Câmara dos Deputados.

O texto-base da relatora da matéria, Margarete Coelho (PP-PI), foi aprovado em plenário com 378 votos a favor e 80 contra. Houve apenas duas abstenções.

Na quarta, a Câmara aprovou urgência para a votação da proposta com as mudanças feitas no Senado. A proposta foi uma das promessas de campanha de Arthur Lira.

A conclusão da votação deve ocorrer

Continue lendo no Blog da Cidadania.