Bolsonaro está em busca de uma cruz. Por Moisés Mendes

Foto: Reprodução

A turba esperava que Bolsonaro anunciasse, em Brasília e na Paulista, os próximos passos em direção ao poder absoluto. E o que o sujeito ofereceu ao seu povo foi de novo o medo de ser preso.

Preocupam-se os democratas com o discurso com um tom um pouco acima do usual. Mas saem frustrados os que foram às ruas certos de que o Dia da Independência seria o começo de alguma coisa maior.

Não houve quase nada além do previsto, mas o discurso requentado das ameaças e das agressões. Tudo o que Bolsonaro gritou em Brasília e na Paulista já havia sido dito antes.

Leia também

1- Bloqueios em rodovias não são de caminhoneiros, são do agronegócio, diz sindicato

2- Coronel indicado por ex-ministro “desaparece” com carro público, diz site

As advertências aos ministros do Supremo, a apresentação das três hipóteses (ser preso, morrer ou ser vitorioso), a insinuação

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.