Sem máscara, sem vacina e sem cerimônia

“Sabe o que é organizar uma excursão para 220 tias do zap?” Entre o orgulho e a ironia, o carioca Rafael Satiê – especialista em marketing que mora na Zona Norte do Rio de Janeiro – descreve o que fez para demonstrar apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas manifestações do Sete de Setembro. Em uma semana, ele e o amigo Marcelo Castro, marceneiro de São Gonçalo (RJ), conseguiram lotar cinco ônibus de bolsonaristas .“Poderíamos protestar em Copacabana, mas resolvemos ir para a Avenida Paulista. Afinal, as fotos que comprovam o sucesso de qualquer evento nacional são sempre tiradas em São Paulo”, explica Satiê.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Três ônibus saíram da Central do Brasil e se encontraram com os outros dois veículos, que recolheram passageiros em São Gonçalo e Niterói. Os valores do bate e volta oscilaram entre 135 e 155 reais. Os amigos

Continue lendo na Revista Piauí.