YouTube é palanque golpista para o 7 de setembro

Ilustração: The Intercept Brasil

Este texto foi publicado originalmente na newsletter do Intercept. Assine. É de graça, todos os sábados, na sua caixa de e-mails.

No mês passado, a rede de youtubers de extrema direita que inflama a base bolsonarista tomou um duro golpe no bolso. O Tribunal Superior Eleitoral determinou que o YouTube suspendesse a monetização de 14 canais que divulgaram desinformação sobre urnas eletrônicas. O pedido foi feito pela Polícia Federal, que investiga a rede no inquérito das fake news que corre no Supremo Tribunal Federal.

A rede de youtubers extremistas, no entanto, não esmoreceu: ela continua a convocar seguidores para o ato golpista de 7 de setembro.

A investigação da PF, feita primeiro para o inquérito dos atos antidemocráticos e depois para o das fake news, revelou indícios de “uma organização criminosa

Continue lendo no The Intercept.