Princesa japonesa Mako recusa dote equivalente a 7,2 milhões de reais e abre mão de casamento tradicional

A longa espera da princesa japonesa Mako para se casar com seu noivo, Kei Komuro, parece estar chegando ao fim, embora não da maneira mais —por assim dizer— ortodoxa. A sobrinha do imperador Naruhito se casará no fim deste ano, três mais tarde do que no planejado, sem a parafernália que cerca os casamentos imperiais e, o mais provável, renunciando ao dote de 152,5 milhões de ienes (cerca de 7,2 milhões de reais) que corresponde às mulheres da família real japonesa quando se casam com um súdito que, na gíria de seu grupo altamente distinto, se rotula como plebeu.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.