Brasil cobra a fatura do desmatamento na conta de luz

Não são apenas 14,20 reais por cada 100 quilowatt-hora que o brasileiro vai pagar a mais com a bandeira de escassez hídrica criada pelo Governo Bolsonaro para tentar contornar a ameaça de apagão. “O que está sendo precificado na conta de luz é o desmatamento da Amazônia”, explica Pedro Luiz Côrtes, professor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP). Num momento em que a economia ainda ensaia estratégias para se recuperar da pandemia de covid-19, com inflação em alta e renda das famílias em queda, a iminência de uma crise energética acende um alerta sobre o impacto que o descaso com o meio ambiente pode causar à economia do Brasil.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.