MP age para barrar PMs em atos pró-Bolsonaro

O Ministério Público entrou em campo para conter o ímpeto radical das polícias militares. Em seis estados – SP, PE, CE, PA, MS e SC – e no Distrito Federal promotores e um juiz militar entraram com ações para questionar a participação de PMs em atos políticos no feriado de Sete de Setembro. O MP interpelou o governo do DF após a PM indicar que não puniria policiais que violassem o estatuto da corporação e participassem de atos em favor do presidente. (Folha)

Numa indicação do caminho a…


Continue lendo no Canal Meio.