Maria Carolina Santiago, dona de três ouros e de um lugar na história do esporte paralímpico brasileiro

Maria Carolina Santiago, um nome para cada medalha de ouro conquistada nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. A nadadora despontou como a maior vencedora entre os 260 atletas brasileiros que viajaram ao Japão ao subir no pódio em cinco das seis provas em que competiu. Santiago venceu os 50m livre, os 100m livre e os 100m peito, batendo dois recordes paralímpicos, e ainda foi prata no revezamento 4x100m livre misto e bronze nos 100m costas. Todas as provas disputadas em classes para deficientes visuais. Um início arrasador para a pernambucana de 36 anos que, em sua estreia paralímpica, já entra na história como uma das atletas brasileiras mais premiadas da história e encabeça o melhor desempenho da natação do país nessa competição.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.