Documento da Coca-Cola nos EUA lista Guia Alimentar para a População Brasileira como ameaça

Um documento produzido para a Coca-Cola dos EUA coloca o Guia Alimentar para a População Brasileira na lista de problemas para a corporação. A análise de riscos da consultoria Sancroft descreve a diretriz oficial do Ministério da Saúde como “punitiva para o açúcar e para nossas bebidas, classificando-as como alimentos ‘ultraprocessados’”.

Em linhas gerais, o documento de 155 páginas aponta o Brasil como um dos maiores riscos para a empresa em termos de políticas públicas. Ao todo, são apresentados seis “mapas de calor” que dividem os países entre os que não têm qualquer perspectiva de regulação do setor, os que têm “potencial” e os que têm uma chance “alta-severa”. O Brasil aparece como ameaça à Coca-Cola em cinco dos mapas.

Publicado em novembro de 2014, o Guia Alimentar foi o primeiro do mundo a separar os alimentos de acordo com o grau e a finalidade

Continue lendo no The Intercept.